• #blábláblá

    Olá. Eu não vou tomar seu tempo. Se você chegou até aqui ou está curioso ou não tem mesmo nada pra fazer. Com certeza você é daqueles que passa horas na internet, se não trabalhando, navegando e, quando pode, acompanhado de uma bebida de sua preferência, escolhida de acordo com o momento. E em tempo de lei seca, a internet virou uma companheira e tanto! Portanto, sirva-se de uma xícara de café, caso ainda esteja no trabalho, ou então pegue uma dose alcoólica extra. Os assuntos aqui são variados. Não seguem regras. Muito menos uma linha. O blog foi criado com a intenção de simplesmente abrir espaço para os diversos assuntos que surgem, assim, de repente, sejam em frases aleatórias encontradas nas redes sociais, na mídia, seja ela impressa ou digital - sim, estão incluídos os blogs -, nos fatos do cotidiano, na vida pessoal, na vida alheia e onde mais houver informação.
  • Arquivos

  • Anúncios

Tumulto no velório de Dercy

O professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Luiz Eduardo Potsch causou novo tumulto.

Desta vez, o incidente, que ocorreu entre ele e seguranças da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), marcou o final do velório da atriz Dercy Gonçalves.

De acordo com a chefe de segurança da Alerj, Cristina Vilhena, o professor teria se recusado a ficar no local destinado ao público e aos parentes de Dercy e, sem identificação profissional, disse que era jornalista e que iria ficar no local destinado à imprensa.

A fim de evitar constrangimentos, os seguranças permitiram que Potsch ficasse em tal área, mas, segundo Cristina, ele teria começado a gritar, dizendo que estava sendo coagido e agredido, perturbando a ordem no velório. Assim, foi encaminhado para a 1ª DP (Praça Mauá), onde foi autuado por desacato a funcionário e desordem em local público.

Outro incidente em que esteve envolvido o professor ocorreu em outubro de 2007, num debate sobre o filme “Tropa de elite”, no campus da Zona Sul da UFRJ. Potsch, conhecido por suas atitudes irreverentes, apareceu de corneta amarela e fez um barulhaço. Indignado com as respostas dadas pelos convidados, deitou-se no chão e fez críticas ao filme.

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Algumas pessoas passam de todo e qualquer limite quando o objetivo é aparecer. Não respeitam o local, os fatos, situações, o que há ao redor. Não sou contra manifestos, protestos e nem nada que tenha  uma intenção esclarecida – o que não foi o caso. Sou a favor do respeito. Isso é fundamental!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: